Pular para o conteúdo

CONTAR DISCUTE COMBATE AO USO DE VENENO E SAÚDE DOS ASSALARIADOS E ASSALARIADAS

            A direção da CONTAR participou de um encontro no Ministério da Saúde, com o secretário de ação primária Nésio Fernandes, para tratar das questões ligadas ao direito e acesso ao sistema único de saúde – SUS – e da melhoria do atendimento a classe trabalhadora. Segundo Gabriel Bezerra, o momento foi também para entender como o governo vai reestruturar o SUS. O secretário do Ministério da Saúde, Nésio Fernandes, foi enfático, e disse: “Nós vamos unificar o Brasil através da Saúde”. Para Gabriel Bezerra, vai além de um discurso, e mostra a disposição e ação do governo em melhorar e aprimorar o atendimento aos trabalhadores e trabalhadoras. “Os assalariados e assalariadas sofreram muito durante a pandemia, não paramos de trabalhar, corremos muitos riscos e perdemos muitas vidas. Nós  sabemos que o SUS é um guardião da nossa saúde e vamos fortalecer esse sistema”, afirmou Gabriel Bezerra.

            Combate ao agrotóxico e defesa da vida

            Ainda nesta semana, a CONTAR participou de uma reunião da sede da FIOCRUZ em Brasília, com a equipe da “Campanha Permanente contra o agrotóxico e pela vida”. A coordenação da campanha denuncia que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) liberou, em média, mais de um agrotóxico por dia, considerando os três primeiros anos de mandato à frente do Palácio do Planalto. Os dados da equipe de técnicos da “Campanha Permanente contra o agrotóxico e pela Vida”, muitos dos agrotóxicos autorizados pelo governo anterior, são altamente perigosos à saúde e ao meio ambiente, e que todos são proibidos em outros países. Para Gabriel Bezerra, a CONTAR, vai fortalecer essa luta de combate ao uso indiscriminado de agrotóxico, juntamente com outras organizações. “Precisamos preservar a vida, e garantir saúde e segurança para os assalariados que lidam diretamente com esses produtos, que são perigosos. Mas nossa defesa é da vida e a garantia de um meio ambiente equilibrado e saudável”, afirmou Gabriel da CONTAR. Mais informações – https://contraosagrotoxicos.org/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *